Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Herdade do Esporão Touriga Nacional 2004

por Rui Sousa, em 18.03.07

foto: www.esporao.com

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
Touriga Nacional  

Ano: 2004
Região: Alentejo (Regional Alentejano)
Data da Prova: 17 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 14,5%

Produtor: Finagra, SA

Sobre o Vinho...
Produzido e engarrafado na Herdade Do Esporão, a partir das uvas Touriga Nacional do talhão: Vinha das Palmeiras T06. A fermentação deu-se em lagares de pequena capacidade com pisa a pe  e em cubas de roto-fermentativas. Estagiou durante seis meses em carvalho francês. (www.esporao.com)

Prova: 
A expectativa era grande. Depois de lermos nas revistas credênciadas sobre este varietal, queriamos degusta-lo para poder apreciar a nossa touriga no seu esplendor. E assim foi! Com os aromas característicos da casta bem presentes fruta silvestres madura, compota, ameixa seca e violetas em grande! Uma cor ruby, viva com anel azul bem formado, na boca nota-se o alcóol mas confirmando toda a sua grandiosidade com a madeira presente, as especiarias e leves toques tostados. Os taninos são envolventes, penetrantes e mantém um final muito bom!

 

Classificação: 17 Valores
Preço:   12 €, no Aeroporto da Portela- Lisboa

Observações:  Sem dúvida o melhor exemplar da nossa casta rainha, provado até hoje! E a um belo preço! Que melhor acompanhamento para este tinto, do que um belessímo Arroz de Pato! Humm que delícia!

Vinha da Tapada 2004

por Rui Sousa, em 16.03.07

foto: www.sahc.pt


Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
Aragonês, Castelão, Trincadeira e Cabernet Sauvignon

Ano: 2004
Região: Alentejo (Regional Alentejano)
Data da Prova: 13 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Sociedade Agrícola da Herdade dos Coelheiros, SA

Sobre o Vinho...
De uma pequena vinha de 14 hectares, nasceram os dois vinhos topo: Tapada de Coelheiros Tinto e Branco. Actualmente com uma área vinicola de 38 hectares, a Herdade dos Coelheiros produz o Tapada de Coelheiros Tinto, Branco, o monocasta Chardonnay e mais recente o Vinha da Tapada para chegar a outros mercados. Segundo o site da Herdade este tinto descansa 6 meses em casco de carvalho francês e 4 meses em garrafa.

Prova: 
A prova pautou-se logo de ínicio pela frescura presente no vinho, desde os aromas até ao paladar onde marca sem dúvida a diferença. Com uma cor rubi, o tinto exalta aromas de frutos silvestres onde na boca confirma o seu equilíbrio. Apresenta um final bem interessante e taninos correctos.

 

Classificação: 15,5 Valores
Preço:   ?

Observações:  Para chegar a outros mercados, foi elaborado este tinto. É o vinho de combate, digamos assim, mas não deixa de manter a qualidade conhecida da Herdade de Coelheiros.

Quinta de Simaens 2005

por Rui Sousa, em 16.03.07

Características do Vinho:

Tipo: Verde
Castas:
?

Ano: 2005
Região: Verde (DOC - Sub Região do Sousa)

Data da Prova: 15 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%
Produtor:  Sociedade de Vinhos Borges, SA

Sobre o Vinho... 
Vindo da Quinta de Simaens adquirida em 1991 e situada a cerca de 500 metros do Centro de Produção da Lixa, a Sociedade dos Vinhos Borges deu um importante passo com a introdução de toda uma nova tecnologia vitícola. Com condições ideais para a cultura da vinha, o seu terreno, com cerca de 30 ha plantados por talhões monocasta produz, através de um inovador sistema de condução ("Lys"), as melhores castas tradicionais: Pedernã (40%), Azal (40%), Avesso (10%) e Trajadura (10%). (www.borgeswines.com)


Prova: 
Muito aromático, como manda um bom verde, nota-se logo as frutas verdes e tropicais e notas minerais a pulvilhar os seus aromas. Na boca um verde com caraterísticas de um branco. Tem boa acidez, mas lembra um branco seco, continua com a fruta presente com toque de frutos secos! Tem um final adequado e agradável.

 

Classificação: 15 Valores
Preço:  ? €

Observações:   É um verde "abrancado", seco e agradável. É diferente este verde mas vale a pena a degustação. Ao almoço com uns Filetes de Pescada e arroz de tomate ficou muito bem!

Quinta Sá de Baixo 2003

por Rui Sousa, em 15.03.07



Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinta Roriz

Ano: 2003
Região: Douro (DOC)
Data da Prova: 01 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Dão Sul, SA

Sobre o Vinho...
A Quinta Sá de Baixo ou Quinta do Brasileiro, localiza-se na sub-região do Baixo-Corgo. Este nome foi-lhe atribuído pelo povo do lugar de Sedielos, quando o grande proprietário que veio do Brasil unificou várias parcelas entretanto adquiridas, delimitando no seu interior a fonte de Sá que servia a população na época. Os vinhos tintos são feitos com curtimenta e macerações prolongadas sendo o estágio, parte em inox e parte em barricas de carvalho francês. (www.daosul.com)

Prova: 
Boa opção para o dia a dia e é um verdadeiro Douro. Frutas Silvestres no aroma casadas com toques frescos, vegetais. Na boca tem bons taninos, encontram-se bem equilibrados, ou seja, vence o conjunto, não é extraordinário, mas é uma mais valia no seu mercado. O final é adequado.

 

Classificação: 15 Valores
Preço:   12 €, Restaurante Porto dos Frades - Porto Santo

Observações:  Vale a pena a degustação, e se for adquirido ao seu real preço, ainda melhor! É um vinho para andar pelos 3,5€! Como bom tinto serviu de acompanhamento à famosa Espetada! E parabéns à Isabel pelo terminus de mais uma etapa!!!

Então, vamos todos viver mais tempo!

por Rui Sousa, em 13.03.07
Vinho tinto com moderação é saudável e não são somente os amantes de vinhos que dizem isso.
Um estudo científico da Universidade de Glasgow confirma que os vinhos mais velhos são os que mais aumentam a vida de quem os toma. Segundo os pesquisadores, do William Harvey Research Institute da Universidade de Glasgow no Reino Unido, a chave para que tenha propriedades antienvelhecimento é precisamente que a bebida seja velha.
Os vinhos com mais idade custam mais caro, mas dar-se um pequeno luxo vale a pena.

Ao envelhecer o vinho desenvolve procianinas, antioxidantes presentes também nos peixes azuis que ajudam a manter as artérias desobstruídas e melhorar o sistema cardiovascular.


fonte: www.meuvinho.com.br

Quinta da Terrugem 2000

por Rui Sousa, em 13.03.07


Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
Aragonez e Trincadeira

Ano: 2000
Região: Alentejo (DOC)
Data da Prova: 12 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Caves Aliança, SA

Sobre o Vinho...
Adquirida em 1991, a Quinta da Terrugem, possuía inicialmente 14 hectares de vinha e tem hoje cerca de 60 hectares plantados com as castas Aragonês, Tinta Roriz, Trincadeira, Periquita, Syrah, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet. Situada no Alentejo, na freguesia da Terrugem, no concelho de Elvas, em plena região demarcada de Borba, é hoje um ex-libris dos vinhos alentejanos. Este tinto esteve a descansar nas barricas de carvalho francês durante 12 meses.

Prova: 
Cor granada, com a marcação do tempo, um anel bem formado. Apresentou logo aromas da madeira, especiarias e cacau, a fruta mostra-se a espaços. A frescura da trincadeira está presente mostrando as suas características. Na boca os taninos estão lá presentes em bom plano, mas a fruta é que não, foge-nos debaixo da língua e não deixa saborear o melhor do vinho. Devido à infortúnia escapadela da fruta o final é curto.

 

Classificação: 15 Valores
Preço:   +/- 8 €

Observações:  Nota-se que ja não está no seu auge! Mas não deixa de ter os seus argumentos. Se calhar já devíamos ter bebido este tinto, poderíamos aproveitar melhor todas as suas caraterísticas.

JP Moscatel

por Rui Sousa, em 11.03.07

Características do Vinho:

Tipo: Generoso
Castas:
Moscatel de Setúbal

Ano: ?
Região: Terras do Sado (DOC)
Data da Prova: 28 de Fevereiro de 2007
Teor Alcoolico: 19%

Produtor: Bacalhôa Vinhos de Portugal, SA

Sobre o Vinho...
Elaborado com a casta mais famosa de Setúbal, este vinho estagia em barricas de carvalho durante um período mínimo de 3 anos.

Prova: 
Com uma cor amarelo com toques aralanjados, aromas frescos com notas bem marcadas de casca de laranja e frutos secos. Na boca a frescura comanda a degustação, e permite um final refrescante!

 

Classificação: 16 Valores
Preço:   ?

Observações:  Boa escolha  para um aperitivo ou digestivo! Ficará sempre bem numa mesa bem portuguesa!

Herdade de Porto da Bouga Reserva 2005

por Rui Sousa, em 11.03.07

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
?

Ano: 2005
Região: Alentejo
Data da Prova: 06 de Março de 2007
Teor Alcoolico : 13,5%

Produtor: Porto da Bouga Vinhos Lda

Sobre o Vinho...

De Portalegre, este tinto, nasce das mãos de um enólogo conhecido António Saramago! Estagiou na madeira, em carvalho françês e americano durante 8 meses!

Prova:

Bonita cor, escura com anel violeta, bem marcante. Nota-se os seus aromas a fruta silvestre logo de ínicio bem casada com umas boas notas florais a dar um outro charme ao vinho. Na boca a fruta marca o passo mas a frescura está presente, o que torna o vinho muito agradável. Na dança final da degustação a persistência é de assinalar graças aos envolventes taninos.

 

Classificação: 16,5 Valores
Preço:   +/- 5 €, Pingo Doce - Porto Santo

Observações: Bom Alentejano! Bom preço e muito boa opção para o dia a dia! Vale a pena a prova deste tinto e acompanha na maior bons pratos de carne como umas Costeletas no Forno acompanhadas com belíssimo arroz integral com feijão!

Quinta do Moledo Reserva 2004

por Rui Sousa, em 11.03.07



Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas:
Verdelho

Ano: 2004
Região: Madeirense (VQPRD)

Data da Prova: 08 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%
Produtor:  João Mendes Unipessoal, Lda

Sobre o Vinho... 
Após ter provado aqui o Reserva 2002 e no primeiro encontro dos eno-bloguistas, provaram o Verdelho 2004, decidi degustar este Reserva de 2004. 

Prova: 
Bons aromas logo a fruta seca, noz, avelã, toques adocicados a lembrar um chocolate com avelã. Na boca mostra-se seco, mas a frutas mantém-se, acidez presente, a marcar bem o vinho. De menos positivo é mesmo o final que é curto, desaparece logo após a degustação.

 

Classificação: 15,5 Valores
Preço:   +/- 11 €

Observações:   Mostra evolução positiva, este branco e penso que as próximas colheitas iram melhorar! É um bom branco e acompanha muito bem uns peixinhos fresquinhos, como uns carapaus com arroz de pimentos.