Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Vinha da Tapada 2004

por Rui Sousa, em 16.03.07

foto: www.sahc.pt


Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
Aragonês, Castelão, Trincadeira e Cabernet Sauvignon

Ano: 2004
Região: Alentejo (Regional Alentejano)
Data da Prova: 13 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Sociedade Agrícola da Herdade dos Coelheiros, SA

Sobre o Vinho...
De uma pequena vinha de 14 hectares, nasceram os dois vinhos topo: Tapada de Coelheiros Tinto e Branco. Actualmente com uma área vinicola de 38 hectares, a Herdade dos Coelheiros produz o Tapada de Coelheiros Tinto, Branco, o monocasta Chardonnay e mais recente o Vinha da Tapada para chegar a outros mercados. Segundo o site da Herdade este tinto descansa 6 meses em casco de carvalho francês e 4 meses em garrafa.

Prova: 
A prova pautou-se logo de ínicio pela frescura presente no vinho, desde os aromas até ao paladar onde marca sem dúvida a diferença. Com uma cor rubi, o tinto exalta aromas de frutos silvestres onde na boca confirma o seu equilíbrio. Apresenta um final bem interessante e taninos correctos.

 

Classificação: 15,5 Valores
Preço:   ?

Observações:  Para chegar a outros mercados, foi elaborado este tinto. É o vinho de combate, digamos assim, mas não deixa de manter a qualidade conhecida da Herdade de Coelheiros.

Quinta de Simaens 2005

por Rui Sousa, em 16.03.07

Características do Vinho:

Tipo: Verde
Castas:
?

Ano: 2005
Região: Verde (DOC - Sub Região do Sousa)

Data da Prova: 15 de Março de 2007
Teor Alcoolico: 13%
Produtor:  Sociedade de Vinhos Borges, SA

Sobre o Vinho... 
Vindo da Quinta de Simaens adquirida em 1991 e situada a cerca de 500 metros do Centro de Produção da Lixa, a Sociedade dos Vinhos Borges deu um importante passo com a introdução de toda uma nova tecnologia vitícola. Com condições ideais para a cultura da vinha, o seu terreno, com cerca de 30 ha plantados por talhões monocasta produz, através de um inovador sistema de condução ("Lys"), as melhores castas tradicionais: Pedernã (40%), Azal (40%), Avesso (10%) e Trajadura (10%). (www.borgeswines.com)


Prova: 
Muito aromático, como manda um bom verde, nota-se logo as frutas verdes e tropicais e notas minerais a pulvilhar os seus aromas. Na boca um verde com caraterísticas de um branco. Tem boa acidez, mas lembra um branco seco, continua com a fruta presente com toque de frutos secos! Tem um final adequado e agradável.

 

Classificação: 15 Valores
Preço:  ? €

Observações:   É um verde "abrancado", seco e agradável. É diferente este verde mas vale a pena a degustação. Ao almoço com uns Filetes de Pescada e arroz de tomate ficou muito bem!