Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Cooperativa de Borba Cabernet Sauvignon & Syrah 2004

por Rui Sousa, em 01.05.07

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
   Cabernet Savignon(50%) e Syrah(50%)

Ano: 2004
Região: Alentejo (Regional Alentejano )
Data da Prova: 25 de Abril de 2007
Teor Alcoolico : 14%

Produtor:  Adega Cooperativa de Borba

Sobre o Vinho... 
Produzido por duas, das castas mais internacionais e como diz o Copo de 3, na sua prova são uma das duplas mais famosas lá pelas terras australianas. Este bi-varietal teve um tratamento semelhante ao anterior, estagiou durante 4 meses em barricas de caravalho húngaro e françês e outros 5 meses em garrafa.

 

Prova: 
Outro bi-varietal da cooperativa de borba, com cor granada, surge no nariz a parte vegetal associada com um boa parte de fruta vermelha, a espaços especiarias, e no final senti leves toque de frutos secos. Na boca confirma a associação do vegetal (pimentos) com a fruta, aparece a compota e a frescura permite uma agradável elegância. Os taninos são harmoniosos e de moderada persistência.

 

Classificação: 15,5 Valores

Preço:   +/- 6,

Observações: É mais uma proposta da adega de borba para o consumo diário! Eu acho que sim, que vale pelo que mostra e que vale a pena!

Cooperativa Borba Trincadeira & Alicante Bouschet 2004

por Rui Sousa, em 01.05.07

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas:
   Trincadeira(50%) e Alicante Bouschet(50%)

Ano: 2004
Região: Alentejo (Regional Alentejano )
Data da Prova: 25 de Abril de 2007
Teor Alcoolico : 14%

Produtor:  Adega Cooperativa de Borba

Sobre o Vinho...
Este tinto foi elaborado por duas, das castas mais tradicionais e importantes na região. A trincadeira e o lusa-francesa Alicante. Com uma produção de 10.000 garrafas, o vinho passou por um período (4 meses) de repouso em barricas novas de carvalho françês. Pós este merecido descanso foi engarrafado e voltou a repousar mais 5 meses, com o objectivo de ganhar maior complexidade. (www.adegaborba.pt)


 

Prova: 
Uma boa aposta da cooperativa de borba e sem dúvida um óptimo vinho. Consegue mostrar muito bem as características alentejanas, que tanto cativa o consumidor português. No copo surge-nos de cor granada, com os aromas a frutos silvestres madura, alguma compota juntamente com notas vegetais. Passado algum tempo surge-nos o fumo, o tostado e leves toques frecos a lembrar o mentol! Na boca convence qualquer um, os taninos bem presentes, envolventes, evidencia a fruta madura com compota, baunilha. Boa persistência final.

 

Classificação: 16,5 Valores


Preço:   +/- 6,


Observações:  Sem dúvida que é um aposta ganha da cooperativa de borba. Estes bi-varietais a um bom preço, convencem e não deixa ninguém indiferente. Provem vale a pena!