Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Talhas de Borba Tinto 2018

29.09.20 | Rui Sousa

TALHAS-DE-BORBA-430X430-300x300.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Trincadeira, Castelão e Alicante Bouschet

Ano: 2018
Região: Alentejo
Data da Prova: 14 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Adega de Borba

 

Sobre o Vinho...

O processo de produção de vinho de talha é um sistema ancestral romano de fazer vinho, onde a talha ou pote de barro, tem uma dupla finalidade, a produção e a armazenagem do vinho. Isto é, faz-se e guarda-se o vinho dentro do mesmo recipiente. Actualmente, no processo produtivo de vinho de talha, as uvas são despejadas num pequeno tegão que está acoplado com um esmagador/desengaçador, sendo desengaçadas e esmagadas, com o auxílio de uma bomba são transportadas as uvas e o sumo para dentro das talhas, onde se vai dar a fermentação. Durante 3 a 4 semanas, período de tempo em que decorre a fermentação, as massas, também chamadas de balsa, sobem à superfície da talha, sendo necessário mexer as talhas, é a operação de remontagem, que consiste em misturar o mosto com as películas e grainhas da uva, para que a parte sólida seja mergulhada na parte líquida. Concluída a fermentação e de forma lenta, dia após dia, as películas e grainhas vão caindo para o fundo da talha, formando uma manta compacta, conhecida por mãe. Esta, tem como função principal filtrar naturalmente o vinho para que fique pronto a beber, quando este sai da talha por gravidade através de um orifício que se encontra na parte inferior. O vinho de talha para ser certificado como DOP Alentejo, obrigatoriamente deverá ficar com a ‘mãe’ na talha até ao dia deS.Martinho do ano da colheita (11 de Novembro).

 

Prova:

De cor granada, não muito escuro, Nariz com muita fruta vermelha fresca e algum balsâmico. Na boca, extremamente elegante, leve, suave, com boa frescura devido a uma acidez equilibrada e taninos macios. Final curto, mas um bom ("antigo") novo alentejano.

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 6,24 (preço indicado pelo produtor)

Observações: Vivino: n/d; Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Loureiro João Portugal Ramos 2019

29.09.20 | Rui Sousa

8698453675424f_768x0.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Loureiro 85% e Alvarinho 15%

Ano: 2019
Região: Vinho Verde
Data da Prova: 10 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12%

Produtor: João Portugal Ramos

 

Sobre o Vinho...

Após uma maceração pré-fermentativa a baixas temperaturas as uvas são prensadas e o mosto clarificado. A fermentação decorre a temperatura controlada de 16º C, durante duas a três semanas.

 

Prova:

De cor amarelo claro, Nariz com boa fruta tropical, conjuntamente com citrinos (limão). Na boca, muito fresco, boa acidez e alguma mineralidade a envolver o conjunto. Final curto, mas uma boa escolha. 

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 3€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Colossal Reserva 2016

20.09.20 | Rui Sousa

colossal.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Syrah, Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Tinta Roriz
Região: Lisboa
Data da Prova: 09 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 14%

Produtor: Casa Santos Lima

Enólogos: 

Sobre o Vinho:

As uvas, previamente desengaçadas, passaram por uma maceração pré-fermentativa a baixas
temperaturas, durante 24 horas. A Fermentação ocorreu em cubas de 10.000 litros com controlo
de temperatura, não ultrapassando 28ºC Maceração. Após fermentação o vinho ficou em
maceração prolongada (cuvaison) durante 15 dias. O vinho estagiou 8 meses em barricas de
carvalho francês e americano.

 

Prova:

De cor vermelha bem escura, aromas a fruta preta, com algum vegetal. Na boca encorpado, acidez bem, taninos envolventes e fruta preta. Notas florais com algum balsâmico e especiarias. Final pouco persistente, não é muito complexo mas é bem agradável e boa RQP. 

 

Classificação: 17/20 

Preço: 3,50€  (promoção PD)

Observações: Vivino: 3.8/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: 17/20

Ventozelo Reserva 2016

20.09.20 | Rui Sousa

ventozelo.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Alicante Bouschet e Sousão
Região: Douro
Data da Prova: 02 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Quinta do Ventozelo

Enólogos: José Manuel Sousa Soares

Sobre o Vinho:

O ano vinícola decorreu tardio, com a maturação a desenrolar-se a temperaturas muito altas, com excelentes resultados em parcelas mais frescas voltadas a Norte. As vinhas são extremes de cerca de 20 anos. Condução em cordão bilateral e poda em talão. A vindima foi manual, durante o mês Setembro. À entrada da adega as uvas foram totalmente desengaçadas e maceradas. A fermentação decorreu em contacto com as massas, com controlo rigoroso de temperatura. Estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês de 500 litros e engarrfamento decorreu em Janeiro de 2018. (Quinta do Ventozelo)

 

Prova:

De cor vermelha escura, aromas a fruta madura, preta e silvestre, amoras e algum floral. Na boca, bons taninos, envolventes, carnudos, com a fruta preta no conjunto, juntamente, com especiarias, chocolate e frutos secos (noz). Acidez muito bem equilibrada com final longo. Excelente RQP. 

 

Classificação: 17,5/20 

Preço: 4,99€  (promoção PD)

Observações: Vivino: 4.0/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: 17/20

Dizeres Tinto 2018

20.09.20 | Rui Sousa

701086.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: 50% Aragonez e 50% Trincadeira
Região: Alentejo
Data da Prova: 31 de Agosto de 2020
Teor Alcoolico: 14%

Produtor: Adega Mayor

Enólogos: Rui Reguinga, Carlos Rodrigues, Bruno Pinto da Silva

Sobre o Vinho:

A casta Trincadeira, caracteriza-se por ter cachos médios e muito compactos, mostrando-se extremamente sensível às doenças e à podridão, encontrando-se bem adaptada ao clima seco do Alentejo e partes do Ribatejo, regiões onde frutifica exemplarmente. Os vinhos são tendencialmente florais, mais vegetais quando a maturação é deficiente, ricos em cor e acidez, ligeiramente  alcoólicos e com boas condições para envelhecer bem em garrafa. No Alentejo é frequentemente emparelhada com a casta Aragonez. (www.vinha.pt)

A vindima foi manual para caixas de 20 kg seguida de uma seleção de cachos e bagos na adega. A uva foi desengaçada e ligeiramente esmagada, fermentando em depósito de inox a uma temperatura controlada na ordem dos 25ºC. (adega mayor)

 

Prova:

De cor vermelha ruby, aromas suaves, com fruta vermelha, cereja e algum vegetal. Na boca, fruta vermelha com taninos suaves, envolventes. Acidez muito bem, a determinar a frescura que agrada e com corpo médio. Final pouco persistente. Bom alentejano sem Touriga e com um bonito rótulo!!

 

Classificação: 16/20 

Preço: 4,9€ 

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: 16/20

Papa Figos Branco 2019

20.09.20 | Rui Sousa

bottle.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: 45% Rabigato, 20% Viosinho, 15% Arinto, 12% Códega do Larinho, 5% Gouveio, 3% Moscatel

Ano: 2019
Região: Douro
Data da Prova: 31 de Agosto de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Sogrape Vinhos

Enólogo: Luis Sottomayor

Sobre o Vinho...

Uvas de castas selecionadas, provenientes das zonas altas da sub-região do Douro Superior, nomeadamente das nossas propriedades. Após desengace, as uvas são suavemente prensadas e o mosto clarificado, por decantação. Maturação em cubas de inox, por um período de cerca de 6 meses, ao longo dos quais os lotes existentes são submetidos a inúmeras provas e análises, no sentido de apurar a sua qualidade. O lote final é elaborado, após criteriosa seleção, e submetido ao tratamento de clarificação e estabilização antes do seu engarrafamento.

 

Prova:

De cor amarelo claro, nariz muito elegante, suave e fresco. Fruta branca com boa mineralidade. Na boca, a fruta mantém-se e a mineralidade acrescenta complexidade ao conjunto. Acidez controlada e agradável dando ao conjunto a frescura que se procura num branco novo. Final pouco persistente. Bom branco, escolha segura da equipa EdB!

 

Classificação: 17/20 

Preço: 6€ 

Observações: Vivino: 3.2/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Cave do Morgado Alvarinho 2019

20.09.20 | Rui Sousa

V05044.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Alvarinho, 

Ano: 2019
Região: Vinhos Verdes
Data da Prova: 26 de Agosto de 2020
Teor Alcoolico: 12%

Produtor: Distribuido por Aldi

 

Sobre o Vinho...

A casta Alvarinho, dá corpo a vinhos únicos e facilmente identificáveis, de personalidade e temperamento forte. É uma casta vigorosa, que obriga a alguma prudência no controlo do ímpeto vegetal, sendo, porém, uma casta pouco produtiva, com cachos pequenos e elevada proporção de grainhas. Historicamente, foi uma das primeiras variedades portuguesas a ser engarrafada em estreme, responsável pelo sucesso dos vinhos da sub-região de Monção e Melgaço. O Alvarinho proporciona vinhos com elevado potencial alcoólico, perfumados e delicados, com notas aromáticas díspares de pêssego, limão, maracujá, lichia, casca de laranja, jasmim, flor de laranjeira e erva-cidreira. Tem um enorme potencial de envelhecimento, conseguindo viver em perfeita saúde até completar, pelo menos, dez anos de idade. (www.vinha.pt)

 

 

Prova:

De cor amarelo claro com muitas nuances esverdeadas. Nariz bem frutado, citrinos, lima-limão, melão e notas florais. Na boca, boa acidez, mantém fruta verde, maça, pêra e melão com notas minerais a acompanhar. Final pouco persistente, mas um bom Alvarinho com um preço muito bom. 

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 3,5€ 

Observações: Vivino: 3.9/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Monte da Ravasqueira Sangiovese 2014

20.09.20 | Rui Sousa

sangiovese.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Sangiovese

Ano: 2014
Região: Alentejo
Data da Prova: 22 de Agosto de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Monte da Ravasqueira

 

Sobre o Vinho...

Com uma produção limitada de 3.460 garrafas, esta casta mais plantada em Itália e de difícil viticultura encontrou no Monte da Ravasqueira uma forma peculiar de se exprimir. Tem um comportamento muito irreverente semelhante ao perfil das uvas que dá origem. Taninos e acidez são as duas melhores palavras que definem esta casta. As uvas foram vindimadas à mão para caixas de 20kg, sendo arrefecidas antes da sua vinificação.

 

Prova:

De cor vermelho cereja, nariz com fruta vermelha fresca e algum mineral. Na boca a frescura marca pontos, envolvente e elegante.  Taninos envolventes, sedosos e não se mostram em demasia. Vinho esteve algo fechado mas com final médio, agradável e muito gastronómico. Vinho interessante e diferente!

 

Classificação: 16/20 

Preço: 7€ 

Observações: Vivino: 3.6/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d;