Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Talhas de Borba Tinto 2018

29.09.20 | Rui Sousa

TALHAS-DE-BORBA-430X430-300x300.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Trincadeira, Castelão e Alicante Bouschet

Ano: 2018
Região: Alentejo
Data da Prova: 14 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Adega de Borba

 

Sobre o Vinho...

O processo de produção de vinho de talha é um sistema ancestral romano de fazer vinho, onde a talha ou pote de barro, tem uma dupla finalidade, a produção e a armazenagem do vinho. Isto é, faz-se e guarda-se o vinho dentro do mesmo recipiente. Actualmente, no processo produtivo de vinho de talha, as uvas são despejadas num pequeno tegão que está acoplado com um esmagador/desengaçador, sendo desengaçadas e esmagadas, com o auxílio de uma bomba são transportadas as uvas e o sumo para dentro das talhas, onde se vai dar a fermentação. Durante 3 a 4 semanas, período de tempo em que decorre a fermentação, as massas, também chamadas de balsa, sobem à superfície da talha, sendo necessário mexer as talhas, é a operação de remontagem, que consiste em misturar o mosto com as películas e grainhas da uva, para que a parte sólida seja mergulhada na parte líquida. Concluída a fermentação e de forma lenta, dia após dia, as películas e grainhas vão caindo para o fundo da talha, formando uma manta compacta, conhecida por mãe. Esta, tem como função principal filtrar naturalmente o vinho para que fique pronto a beber, quando este sai da talha por gravidade através de um orifício que se encontra na parte inferior. O vinho de talha para ser certificado como DOP Alentejo, obrigatoriamente deverá ficar com a ‘mãe’ na talha até ao dia deS.Martinho do ano da colheita (11 de Novembro).

 

Prova:

De cor granada, não muito escuro, Nariz com muita fruta vermelha fresca e algum balsâmico. Na boca, extremamente elegante, leve, suave, com boa frescura devido a uma acidez equilibrada e taninos macios. Final curto, mas um bom ("antigo") novo alentejano.

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 6,24 (preço indicado pelo produtor)

Observações: Vivino: n/d; Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Loureiro João Portugal Ramos 2019

29.09.20 | Rui Sousa

8698453675424f_768x0.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Loureiro 85% e Alvarinho 15%

Ano: 2019
Região: Vinho Verde
Data da Prova: 10 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12%

Produtor: João Portugal Ramos

 

Sobre o Vinho...

Após uma maceração pré-fermentativa a baixas temperaturas as uvas são prensadas e o mosto clarificado. A fermentação decorre a temperatura controlada de 16º C, durante duas a três semanas.

 

Prova:

De cor amarelo claro, Nariz com boa fruta tropical, conjuntamente com citrinos (limão). Na boca, muito fresco, boa acidez e alguma mineralidade a envolver o conjunto. Final curto, mas uma boa escolha. 

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 3€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d;