Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Gloria Reserva Tinto 2016

30.12.20 | Rui Sousa

gloria-1-956x1024.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: 40% Tinta Roriz, 30% Touriga Franca, 30% Touriga Nacional

Ano: 2016
Região: Douro
Data da Prova: 14 de Dezembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Vicente e Faria Vinhos

 

Sobre o Vinho...

Uvas colhidas manualmente, transportadas em pequenas caixas e posteriormente selecionadas. Fermentação alcoólica a temperatura controlada, com maceração pré-fermentativa. Envelhecido em barricas de carvalho durante 12 meses. (vicentefaria.pt)

 

Prova:

Muito agradável este tinto da Vicente e Faria. A curiosidade de provar este vinho, surgiu após beber o Animus 2018, e este apresenta-se menos encorpado do que o seu "irmão", mas fresco com muita fruta vermelha e alguma madeira no nariz. Na boca, surge com boa acidez, juntamente com toques de madeira mais doces, baunilha, ligeiro chocolate com notas tostadas. A fruta mantém-se, sempre mais vermelha e silvestre. Final pouco persistente. 

 

Classificação: 16/20 

Preço: 4,99€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.6/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Tons de Duorum Branco 2019

28.12.20 | Rui Sousa

3371373831628a_768x0.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Viosinho, Rabigato, Verdelho, Arinto e Moscatel Galego Branco

Ano: 2019
Região: Douro
Data da Prova: 10 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: João Portugal Ramos

 

Sobre o Vinho...

Depois de desengaçadas e esmagadas, as uvas são submetidas a uma maceração a frio durante doze horas, sendo depois prensadas. Segue-se a fermentação alcoólica a temperatura controlada, entre 14 e 16ºC.

 

Prova:

De cor amarelo claro apresenta-se muito frutado e fresco. Com as notas de limão, nectarinas, e toques mais tropicais a surgir logo no nariz. Na boca, muito fresco, vivo, acidez bem presente, a manter a fruta com boas notas cítricas e nectarinas doces. Tem um final pouco persistente.

 

Classificação: 16/20 

Preço

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Dona Vitória Grande Escolha Tinto 2019

28.12.20 | Rui Sousa

dona-vitoria-grande-escolha.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Cabernet Sauvignon, Alicante Bouschet e Aragonez

Ano: 2019
Região: Alentejo
Data da Prova: 10 de Dezembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Monte da Ravasqueira

Enólogos: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos

Sobre o Vinho...

No dia 4 de setembro de 1913, D. Vitória casou-se com D. Manuel II, o recém deposto Rei de Portugal. Estando o rei exilado em Inglaterra, D. Augusta Vitória nunca recebeu oficialmente o título de rainha. Em homenagem à “última rainha de Portugal” e ao museu de atrelagens da Sociedade Agrícola D.Diniz, nascem vinhos que combinam a genuinidade dos vinhos tipicamente alentejanos, com a modernidade desta que poderia ter sido rainha de Portugal. 

Com as uvas vindimadas manual e mecanicamente, a vinificação foi efectuada sem esmagamento e com desengace total, com leve maceração carbónica a baixas temperaturas, e fermentação a 30ºC. Estágiou 8 meses em barricas de carvalho francês. (ravasqueira.com)

 

Prova:

Que boa surpresa. Perfil algo diferente, mas a conseguir manter uma elegância conjuntamente com um bom corpo, um belo Alentejano. De cor rubi muito escuro, surge logo no nariz com boa fruta vermelha e notas doces acompanhadas a espaços com algum floral, a mostrar que não é só potência. Na boca, apresenta taninos robustos, muito envolventes, consegue manter a frescura apesar da acidez muito baixa. Consegue-se sentir o Cabernet e as suas notas mais vegetais, mas sem marcar muito o bouquet. As notas de madeira, como tostados, baunilha, cacau com fruta madura, mais fruta preta, a lembrar compotas de amoras. Tem um final de persistência mediana. Boa relação preço qualidade. 

 

Classificação: 17/20 

Preço: 4,99€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.9/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Muros Vadios Premium Branco 2016

28.12.20 | Rui Sousa

Muros-Vadios-Branco.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Encruzado, Malvasia Fina, Bical e Fernão Pires

Ano: 2016
Região: Dão (sub-Região da Serra da Estrela)
Data da Prova: 02 de Dezembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Quinta Vale do Cesto

 

Sobre o Vinho...

O Muros Vadios Branco apresenta-se fresco, persistente, elegante e inesquecível, expressando as melhores características do Terroir, sendo dotado de uma enorme complexidade aromática, que vai
se libertando com o tempo.

 

Prova:

Dão, fresco e mineral. Nariz com fruta branca e toques mais vegetais. Na boca apresenta uma acidez muita agradável, não diria que já tem una anos. A fruta branca juntamente com as notas minerais povoam o palato, deixando toques suaves de fruta citrina surgir a espaços. Termina com final pouco persistente, mas é um vinho branco muito gastronomico. 

 

Classificação: 16/20 

Preço: 4€ 

Observações: Vivino: n/dWine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Linhas Tortas Reserva Tinto 2016

22.12.20 | Rui Sousa

zDTJOVJaR02CytwHElQ08Q_pb_x600.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga Nacional, Tinta Barroca e Tinta Roriz

Ano: 2016
Região: Douro
Data da Prova: 09 de Dezembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Jaws Wine

 

Sobre o Vinho...

 

 

Prova: 

Apesar da distância o vinho foi provado ao mesmo tempo, por dois elementos da equipa EdB, numa interessante e agradável partilha:

Hélder Gonçalves: Pouco encorpado, fresco, fruta silvestre vermelha e alguma preta, com toques de madeira nova. Na boca, apresenta taninos redondos com algumas notas vegetais, a frescura mantém-se com uma acidez bem presentes e as notas de pimenta surgem no meio da prova. Termina com um final curto e fresco. 15 val

Rui Sousa: Muito fresco, com nariz com boa fruta vermelha e toques mais suaves de madeira. Na boca, acidez bem presente com os taninos suaves, que envolvem ligeiramente o palato. Surgem a espaços algumas notas vegetais e de madeira, como especiarias e tostados. Final pouco persistente. 15,5 val

 

Preço: 2,99€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.5/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Cancellus Premium Tinto 2015

21.12.20 | Rui Sousa

cancellus-premium.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca

Ano: 2015
Região: Douro
Data da Prova: 28 de Novembro de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Adega Cooperativa de Vila Real

Enólogos: Rui Madeira, Luís Cortinhas

Sobre o Vinho...

Vindima manual. Recepcão com desengace e esmagamento de imediato, condução de uvas às cubas de fermentação em tubagem de massas com permutador de calor. Fermentação em cubas inox com temperatura controlada. Macerações mais intensas e prolongadas, fermentação maloláctica parcial em madeira. Parte do lote estagia por um período de 12 meses em madeira de carvalho francês predominantemente, com uma pequena percentagem de madeira americana. (continente.pt)

 

Prova:

Excelente relação qualidade preço. De cor rubi, bem marcada, surge logo as frutas pretas e silvestres bem acompanhas com notas florais. Na boca, muito equilibrado, com taninos bem presentes, mas redondos e com uma frescura e elegância muito agradável. A fruta continua presente, com notas mais maduras e algumas toques de madeira. Termina com um final mediamente persistentes. Muito agradável este Douro e uma demonstração de mais um bom trabalho realizado por uma adega cooperativa. 

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 3,49€ (promoção Continente)

Observações: Vivino: 3.6/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Quinta da Palmirinha Loureiro 2018

13.12.20 | Rui Sousa

bVSvVs4HRninCewlKW_4Bw_pb_x960.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Loureiro 

Ano: 2018
Região: Vinho Verde
Data da Prova: 27 de Novembro de 2020
Teor Alcoolico: 11,5%

Produtor: Quinta da Palmirinha

 

Sobre o Vinho...

Quinta da Palmirinha é uma vinha situada no vale do Sousa, concelho de Felgueiras, com 3 ha de superfície. Foi reestruturada em 1994 e replantada com as castas regionais, Azal, Loureiro e Arinto. O sistema de condução é em cordão simples ascendente e compasso de 3 x 2.5 metros. A vinificação é feita em adega da quinta, com equipamento semi automático. As fermentações decorrem lentamente, com controlo de temperatura; não se utilizam enzimas, nem leveduras exógenas. São vinhos muito frescos e aromáticos e, acima de tudo, muito naturais. (virguwines.com)

 

Prova:

Que grande vinho verde e monovarietal da casta Loureiro. Esta casta é provavelmente a maior surpresa deste ano. De cor amarelo dourado, este verde, surge muito frutado, com as notas citricas bem presentes e com toques mais doces. Na boca, acidez perfeita, mantém frescura mas com notas mais doces, tipo marmelada. O conjunto é muito interessante, complexo, com notas mais minerais a surgir em conjunto com algum vegetal, tipo palha seca. Remete-nos para os vales do rio (frescura), mas não deixa de transmitir o "calor" do prado seco, caracteristico do verão no campo (vegetal). Termina com um final muito bom, médio persistente, e a revelar que o vinho apesar de verde, consegue manter uma estrutura muito boa. A curiosidade leva-me a querer repetir este vinho com mais uns anos de evolução.

Classificação: 17,5/20 

Preço: € 

Observações: Vivino: 3.6/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Prado Limited Edition Tinto 2018

13.12.20 | Rui Sousa

Prado-Special.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Alfrocheiro (30%), Tinta Roriz (30%) e Touriga Nacional (40%)

Ano: 2018
Região: Dão
Data da Prova: 24 de Novembro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Quinta do Cerrado

Enólogo: Osvaldo Amado

Sobre o Vinho...

Desengace total, maceração pelicular prolongada e fermentação alcoólica a 26º. Estagiou 9 meses em garrafa.

 

Prova:

Um tinto à moda do Dão, clássico, gastronómico e muito agradável. Mais encorpado do que o seu "irmão", este Prado Limited Edition, agarra-nos logo de início. De cor rubi viva, nariz muito agradável com boa fruta vermelha, morangos, framboesas silvestres. Na boca, elegante, fresco, encorpado, taninos equilibrados com muito boa acidez e a fruta mantém em bom plano. Mostra tem toques mais vegetais, húmidos, a lembrar as florestas de pinheiro cheios de caruma tão caraterísticas desta região. Termina com uma agradável persistência média. 

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 3,99€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.5/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Cepa Pura Fernão Pires 2018

06.12.20 | Rui Sousa

fernaopires.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Fernão Pires

Ano: 2018
Região: Lisboa
Data da Prova: 10 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Quinta do Montalto

Enólogos: Luis Mendes e Carlos Santos

Sobre o Vinho...

A Quinta do Montalto inicia suas atividades em 1880 e é pertencente à mesma família há 5 gerações. Possui na sua totalidade cerca de 50 hectares, entre vinhas, olivais, pomares e florestas, formando um magnífico mosaico na paisagem. Localizada no centro do país na região de Ourém, perto de Fátima, e com uma longa tradição vitivinícola, a Quinta do Montalto possui uma grande variedade de castas, sendo a Aragonez e a Fernão Pires as mais representativas das uvas tintas e brancas, respectivamente. (quintadomontalto.pt)
Os vinhos de Fernão-Pires devem ser bebidos jovens. Sensível às geadas, prefere os solos férteis, de clima temperado ou quente. Os descritores aromáticos que lhe estão associados alternam entre a lima, limão, ervas aromáticas, rosa, tangerina e laranjeira. Para além de Portugal, a casta Fernão-Pires tem sido plantada com algum sucesso na África do Sul e Austrália. (vinha.pt)

 

Prova:

De cor amarelo muito esverdeada, nariz doce, com fruta citrica e branca. Na boca, acidez muito bem controlada, fruta branca madura, com toques de mel, frutos secos, noz e amêndoa. No conjunto ainda há a realçar uma untosidade que liga bem com a fruta e acidez, acabando por acrescentar alguma complexidade ao vinho. Final pouco persistente, mas um branco monocasta muito interessante.

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 7,5€ 

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Prado Tinto 2018

06.12.20 | Rui Sousa

1_Prado Tinto.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Alfrocheiro (30%), Tinta Roriz (50%) e Touriga Nacional (20%)

Ano: 2018
Região: Dão
Data da Prova: 19 de Novembro de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Quinta do Cerrado

Enólogo: Osvaldo Amado

Sobre o Vinho...

Desengace total, maceração pelicular prolongada e fermentação alcoólica a 26º. Estagiou 3 meses em garrafa.

 

Prova:

Dão leve, fresco, suave e elegante. Nariz com fruta vermelha pouco expressiva com algum floral. Na boca mantém fruta elegante, acidez algo marcante e taninos muito suaves. Tem um final pouco persistente, num Dão que revela o seu lado mais fresco, a lembrar as manhãs frescas de primavera.

 

Classificação: 15,5/20 

Preço: 3€ 

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Pág. 1/2