Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Taboadella Jaen 2018

20.05.22 | Rui Sousa

jaen.jpg

Características do Vinho:

  • Tipo: Tinto
  • Castas: Jaen
  • Ano: 2018
  • Região: Dão (Sub-região de Castendo)
  • Teor Alcoolico: 14%

Prova: 

  • Data: 19 de Fevereiro de 2022  
  • Por: Aldónio Silva, Élvio Sousa, Hélder Gonçalves e Rui Sousa

Produtor: Taboadella 1255

Enólogos:  Jorge Alves e Rodrigo Costa

 

Sobre o Vinho...

O inverno foi muito seco, a primavera e início de verão tiveram precipitações abundantes, provocando até finais de julho atrasos significativos no desenvolvimento do ciclo vegetativo, algum desavinho, défice de vingamento e desenvolvimento dos bagos. Este quadro climatérico obrigou a atenções redobradas para a não proliferação de doenças na vinha, como o míldio e oídio, sobretudo para não comprometer a já diminuta produção vislumbrada.  Um período de amadurecimento mais longo permitiu uma depurada maturação fenólica que foi fundamental para a obtenção dos níveis qualitativos desejados. Os vinhos resultaram aromaticamente puros, de fruta exuberante e de enorme complexidade. Como consequência inequívoca da longa maturação, os vinhos da vindima de 2018 apresentam uma estrutura vertical, corpo opulento e uma textura sedosa, muito característica do lugar único das vinhas da Taboadella. Com a Jaen descobrimos a península Ibérica em Portugal (uma identidade associada à casta Mencia). 100% desengaçado por vibração com estágio de 50% barrica nova de 500l de carvalho francês por 7 meses e 50% em cuba de inox. (taboadella.com)

 

Prova:

De cor ruby escura, o este Jaen surge muito frutado, com os frutos vermelhos maduros à cabeça. Na boca, surge com uma intensidade média, macio, guloso. Os frutos vermelhos continuam presentes, mas agora associados a notas mais doces, compotas de frutos silvestres e passas. Com uns taninos envolventes e bem integrados no conjunto, juntamente com uma acidez média que mantém o vinho "fresco", o vinho é muito agradável com o corpo e volume médio. Tem um final médio e é um belo exemplar desta casta tão utilizada nesta região. Sem dúvida um Dão que todos vão gostar. 

 

Classificação: 17/20 

Preço: € ()

Observações: Vivino: 4.1/5; PaixãopeloVinho: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d;