Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

elixirdebaco

5 grandes amigos, que gostam de provar, mas sobretudo de beber vinho todos juntos. Como a vida os afastou (geograficamente), o vinho acabou por os juntar. E o vinho, torna-se sempre melhor quando é partilhado!

Casa do Escudo Branco 2019

por Rui Sousa, em 18.10.20

20200920_223226.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Viosinho, Rabigato e Gouveio

Ano: 2019
Região: Douro
Data da Prova: 03 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Casa do Escudo

 

Sobre o Vinho...

Vinho produzido com uvas com mais de 20 anos, situadas na sub-região do Baixo Corgo. 

 

Prova:

Com um cor amarelo claro, vinho muito aromático, com fruta tropical a mostrar, alguma complexidade, conjuntamente com notas citricas e minerais. Na boca a fruta tropical com o maracujá, pêssego, continua a sobrepor-se associada a uma boa acidez, traduzindo num vinho fresco e elegante. Tem um final médio e muito propício para os dias mais quentes, como a bordo de um barco, a passear pelo rio Douro. 

 

Classificação: 16/20 

Preço: 2,99 (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3,6/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Casa de Mouraz Tinto 2015

por Rui Sousa, em 18.10.20

CMtinto_detail-1.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga-Nacional, Tinta-Roriz, Alfrocheiro, Jaen, Água-Santa, Tinta-Pinheira e Baga.

Ano: 2019
Região: Dão
Data da Prova: 10 de Outubro de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Casa de Mouraz

 

Sobre o Vinho...

Lote de muitas castas provenientes de várias parcelas de vinha com diferentes idades, altitudes e exposições. Aromas de floresta e caruma…um verdadeiro blend do Dão. Várias parcelas de vinha com solos graníticos e idades entre os 10 e os 40 anos. Fermentação sem engaço em cuba de inox com controlo de temperatura, seguindo-se uma maceração longa. Uma parte do vinho fez estágio em barricas de carvalho francês durante 8 meses. (casademouraz.com)

 

Prova:

Este tinto do Dão, apresenta com uma cor vermelha escura, muito frutado com a fruta preta madura e silvestre, como as amoras, ameixas e alguma fruta vermelha. Muito fresco na boca, mas com bons taninos, que envolvem o palato, dão corpo ao conjunto. Acidez muito suave, e algumas notas vegetais e notas terciárias de madeira, como a noz e raspas de chocolate preto. Com um final médio este tinto consegue transmitir todas as boas características do Dão, frescura associada à fruta preta e bons taninos, e isto tudo num vinho biológico.   

 

Classificação: 17/20 

Preço: provado na Casa de Mouraz

Observações: Vivino: 3.8/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Chibu 2018

por Rui Sousa, em 18.10.20

20201010_185141.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Não mencionadas (Castas tintas e brancas) 

Ano: 2018
Região: Dão
Data da Prova: 10 de Outubro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Casa de Mouraz

 

Sobre o Vinho...

Casa de Mouraz foi um dos primeiros produtores a adoptar a viticultura biológica na região do Dão, os vinhos tornaram-se referências para vinhos frescos, naturais, mas acessíveis, que falam das uvas e paisagens autênticas desta importante denominação. No verão de 2017, muitos de seus vinhedos mais valiosos foram destruídos nos terríveis incêndios que cobriram a região. Como um fênix, Mouraz ressuscitou das cinzas, replantando as vinhas com foco em vinhos jovens e frescos. Estes novos vinhos reforçam a posição da Casa de Mouraz como um dos mais importantes produtores de vinho biológico em Portugal. Planet Mouraz Chibu 2018 / Casa de Mouraz, desta nova linha de vinhos mais experimental, é um vinho perfeito para a época. É uma expressão marcante da vinificação da velha guarda do Dão feita com naturalidade. Chibu é uma mistura de variedades tintas e brancas orgânicas, misturadas em lagar (tanque aberto). As uvas são pisadas a pé e depois fermentam espontaneamente com leveduras indígenas. Suavemente prensado numa prensa e depois passado para o aço inoxidável antes de ser engarrafado. São adicionados muito pouco sulfitos e as flores secas de castanheiro são utilizadas como um antioxidante natural no processo de vinificação. A cabra Chibu ganha créditos enológicos como seus companheiros Nina e Bolinha. (realportuguesewine.com)

 

Prova:

De cor vermelha viva, mais clara, do que os habituais tintos. Apresenta-se cheio de vivacidade, com aromas de fruta silvestre e muitas notas vegetais, que nos leva para um lagar cheio de mosto, acabado de pisar. Na boca, acidez revigorante, que nos mostra que este tinto foi elaborado de forma diferente. Fruta mantem-se presente, com as notas vegetais a lembrar a terra húmida, tão caracteristica do Outono na região do Dão. Tem um final médio, ácido, muito fresco, vegetal e muito diferente. Para quem pretende encontrar um vinho diferente, natural, "vintage", este Chibu é um bom exemplo. 

 

Classificação: 16/20 

Preço: provado na Casa de Mouraz

Observações: Vivino: 4.1/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Animus Tinto 2018

por Rui Sousa, em 18.10.20

douro-1-956x1024.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga Franca (40%), Tinta Roriz (30%) e Touriga Nacional (30%)

Ano: 2018
Região: Douro
Data da Prova: 08 de Outubro de 2020
Teor Alcoolico: 13%

Produtor: Vicente Faria

 

Sobre o Vinho...

Uvas colhidas manualmente, transportadas em pequenas caixas. Fermentação alcoólica a temperatura controlada com maceração pré-fermentativa.

 

Prova:

Ora aqui está um douro fresco que nos remete para as brisas do rio... De uma bonita cor vermelha viva, aromas de fruta vermelha e silvestre fresca, cheia, gulosa. Na boca, surge elegante, fresco, encorpoado cheio de fruta fresca, com acidez bem controlada e os taninos estão muito envolventes a pedir que provemos já este Douro. Com um final mediamente presistente, de um vinho que é fácil gostar e apreciar. 

 

Classificação: 17/20 

Preço: 4,99€ 

Observações: Vivino: 3.9/5Wine Enthusiast: 86/100;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Vallado Touriga Nacional Rosé 2019

por Rui Sousa, em 11.10.20

valladorose.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Rosé
Castas: Touriga Nacional

Ano: 2019
Região: Douro
Data da Prova: 07 de Outubro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Quinta do Vallado

Enólogos: Francisco Olazabal & Francisco Ferreira

Sobre o Vinho...

As uvas, provenientes da vinha seleccionada de Touriga Nacional, são vinificadas no sistema de bica aberta. A fermentação dura cerca de 1 mês com temperatura controlada entre 14º a 16º C e estagia 3 meses em cubas de aço inoxidável. (quintadovallado.com)

Prova:

De cor salmão claro, apresenta-se muito elegante e fresco. Aromas poucos exuberantes, mais notas florais do que notas frutadas.  Na boca, acidez muito bem envolvida na fruta fresca, mas são as notas minerais que envolvem o palato. Tem um final pouco persistente, mas é um belo rosé para beber sem preocupações. É interessante identificar neste Rosé, o perfil de vinhos Vallado.

 

Classificação: 16/20 

Preço: 5,59€ (Promoção PD)

Observações: Vivino: 3.8/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

JK Elpenor Blanc de Noirs 2017

por Rui Sousa, em 11.10.20

JK-Elpenor-Blanc-de-Noir-2017-2-o8l90c273pm3n09vku

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Touriga Nacional

Ano: 2017
Região: Dão
Data da Prova: 05 de Outubro de 2020
Teor Alcoolico: 13,5%

Produtor: Julia Kemper

 

Sobre o Vinho...

Branco feito de uvas de Touriga Nacional.

 

Prova:

De cor amarelo claro, nariz algo fechado com as notas mais vegetais e fruta branca. Na boca, apresenta uma acidez muito agradável, com uma certa untuosidade a dar corpo ao vinho. No conjunto sente-se fruta branca madura e algumas notas florais. Final mediamente persistente. Vinho muito interessante, diferente e algo complexo que merecia um bocadinho mais de frescura...

 

Classificação: 15,5/20 

Preço: 8€ 

Observações: Vivino: 3.8/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Dizeres Branco 2018

por Rui Sousa, em 11.10.20

701087.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Antão Vaz (50%) e Arinto (50%)

Ano: 2018
Região: Alentejo
Data da Prova: 29 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Adega Mayor

Enólogos: Rui Reguinga, Carlos Rodrigues e Bruno Pinto da Silva

Sobre o Vinho...

A casta Antão Vaz é consensual, rústica mas bem adaptada ao clima quente e soalheiro da grande planície, consistente e produtiva, amadurecendo de forma previsível e homogénea. Apresenta cachos volumosos e medianamente compactos, com bagos grandes e de película dura. Por regra, dá origem a vinhos estruturados, firmes e encorpados. Os vinhos estremes anunciam aromas exuberantes, com notas de fruta tropical madura, casca de tangerina e sugestões minerais, estruturados e densos no corpo. Quando vindimada cedo, proporciona vinhos vibrantes no aroma, temperados por uma acidez firme. Se deixada na vinha, pode atingir um grau alcoólico elevado, tornando-a numa boa candidata ao estágio em madeira. É, regularmente, associada com as castas Roupeiro e Arinto, que lhe acrescentam uma acidez refrescante. (vinha.pt)

A vindima foi manual para caixas de 20 kg seguida de uma seleção de cachos e bagos na adega. As uvas foram suavemente prensadas e o mosto clarificou e fermentou em depósito de inox a 15 ºC. (adegamayor.pt)

 

Prova:

De cor amarelo, apresenta-se com muita fruta branca e algumas notas mais minerais. Na boca as notas minerais e vegetais surgem em maior força, e a fruta branca acompanha muito bem, como a pêra, maça golden. Acidez encontra-se muito bem a dar frescura ao conjunto. Tem um final pouco persistente, mas perfeito para acompanhar algumas refeições mais leves. 

 

Classificação: 15,5/20 

Preço: 4,99€

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Terras do Demo Malvasia Fina 2018

por Rui Sousa, em 05.10.20

espumante_malvasia_fina.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Malvasia Fina

Ano: 2018
Região: Távora-Varosa
Data da Prova: 26 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12%

Produtor: Terras do Demo

 

Sobre o Vinho...

De aspecto límpido e com bolha fina e persistente, a vinificação deste produto ocorre em sistema de "Bica aberta" com decantação e fermentação a baixas temperaturas controladas.
 
A maturação e envelhecimento deste espumante ocorre segundo uma evolução lenta, com arredondamento dos picos do frutado a partir dos 12 meses. Os aromas complexos acontecem na fase posterior de envelhecimento.

 

Prova:

De cor amarelo claro. Apresenta um nariz muito agradável, com notas de fruta citrica e alguma branca. Na boca nota-se as notas caracteristicas da malvasia, conjuntamente, nota-se os citrinos com menos presença mas com boa fruta branca, como a maça bravo de esmolfe e algum fumo. Acidez muito viva e a bolha muito agradável. Termina com um final médio e consistente. Um bom exemplar da terra do espumante... 

 

Classificação: 17/20 

Preço: 6,49€ 

Observações: Vivino: 3.9/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Quinta do Cardo Síria Branco 2019

por Rui Sousa, em 05.10.20

 

QuintaCardo_Branco.jpg

Características do Vinho:

Tipo: Branco
Castas: Síria 100%

Ano: 2019
Região: Beira Interior
Data da Prova: 23 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 12,5%

Produtor: Quinta do Cardo

Enólogo: Luís Leocádio

Sobre o Vinho...

As vinhas encontram- se à cota média de 750 metros, no meio do planalto ibérico, protegidas por uma topografia montanhosa (serras da Marofa e de Castelo Rodrigo). Os solos são de natureza granítica com uma componente xistosa. O clima, vincadamente continental, apresenta invernos rigorosos e verões muito quentes e secos, onde as amplitudes térmicas chegam a oscilar 20ºC ao longo de um dia. Desta combinação de factores resultam vinhos de grande exuberância aromática e muita frescura. 

As uvas frescas vindimadas à mão, em caixas de 12-20 kg são rapidamente transportadas para a adega onde são prensadas, inteiras com engaço, durante cerca de 4-5 horas com o objectivo de obter mostos mais ricos e com grande frescura. A fermentação ocorreu a temperatura controlada de 14°C durante 4 semanas. Após a fermentação, o vinho estagiou sobre as borras, com battônage semanal, até a altura do engarrafamento. (quintadocardo.com)

 

Prova:

De cor amarelo claro, nariz algo fechado e a sobressair as notas florais. Na boca, surge a fruta citrica e verde, mas numa onda suave. No conjunto surgem também boas notas minerais e vegetais, que nos transportam imediatamente para o terroir de montanha silvestre e que acrescentam ainda mais frescura. Acidez está muito controlada. O final é agradavelmente fresco, suave e médio.  

 

Classificação: 16,5/20 

Preço: 6€

Observações: Vivino: 3.7/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d; 

Castello D'Alba Vinhas Velhas Tinto 2015

por Rui Sousa, em 04.10.20

CALBA_VINHASVELHAS_T_3.jpg

 

Características do Vinho:

Tipo: Tinto
Castas: Touriga Nacional (75%), Field Blend de vinhas velhas (25% - Tinta Amarela, Tinta Barroca, Tinta Francisca, Tinta Roriz, Touriga Franca e Souzão)

Ano: 2015
Região: Douro
Data da Prova: 22 de Setembro de 2020
Teor Alcoolico: 14,5%

Produtor: Rui Roboredo Madeira

 

Sobre o Vinho...

Uvas provenientes de vinhas plantadas no Douro Superior, a uma altitude média de 350 metros, as parcelas são escolhidas uma a uma em função da colheita, geralmente de vinhas com mais de 40
anos de idade, em geral plantadas em patamares com exposição predominante Nascente / Norte. Procuramos uma selecção de uvas que nos permita a obtenção de vinhos muito concentrados, muito aromáticos e ricos com grande capacidade de envelhecimento, de carácter gastronómico que representem bem o “terroir” do Douro Superior em toda a sua complexidade.

Recepção com desengace e esmagamento de imediato. Fermentação em cubas inox de 18 toneladas de capacidade, com curtimenta a cerca de 26ºC. Macerações intensas e prolongadas e fermentação maloláctica parcial em barricas de carvalho. Estágio durante 18 meses em barricas novas e usadas de carvalho francês. (ruimadeira.pt)

 

Prova:

Bom tinto douriense, nariz a se notar logo a touriga nacional, a fruta silvestre e notas florais (violetas) predominam. Na boca, apresenta uma frescura que preenche, tem boa acidez, taninos suaves mas que envolvem o palato. Consegue ainda sobressair as notas tostadas, toques adocicados a lembrar frutos secos e chocolate preto. Com um final médio e suave é sem dúvida uma boa escolha. 

 

Classificação: 17,5/20 

Preço: 9€

Observações: Vivino: 4.1/5Wine Enthusiast: n/d;  Revista de Vinhos: n/d; Grandes Escolhas: n/d;